MICROAGULHAMENTO

A técnica milenar que tem conquistado o mundo da estética

 

O microagulhamento é uma técnica milenar, que surgiu na China quando os médicos espetavam o rosto dos pacientes com o objetivo de extrair substâncias do organismo.

Hoje em dia o microagulhamento é utilizado na estética para tratar de para várias disfunções estéticas da pele, como cicatrizes de acne, rejuvenescimento facial, estrias, alopecia, lipodistrofia ginoide, calvície e melasma.

Para a esteticista Natalia M. Bannwart Buttendorf “o microagulhamento revolucionou os resultados na estética, porque até então nós profissionais esteticistas tínhamos um limite de onde poderíamos atuar no nível de profundidade na pele. E o microagulhamento mesmo com uma agulha menor, que é o que a esteticista está habilitada a usar ele promove muito resultado”.

Natalia explica que nada substitui a parte da eletroterapia e de equipamentos, mas sempre que esses protocolos são associados ao microagulhamento consegue-se aperfeiçoar os benefícios.

O microagulhamento passou por várias modificações e aperfeiçoamentos ao longo dos anos existiam rollers de metal que eram esterilizados, passamos aos rollers descartáveis e temos agora as canetas elétricas. Com o passar do tempo cosméticos específicos foram inseridos ao protocolo de microagulhamento e surgiu assim a técnica de Drug Delivery.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Drug Delivery, significa entregar a substância direto na derme, nessa técnica você  perfura a pele através das agulhas e joga os ativos. A esteticista Nátalia explica que quando realizamos apenas o microagulhamento, a pele entra em um processo inflamatório que libera fatores de crescimento natural, estimulando assim a produção de colágeno. Mas quando ministramos substâncias junto com o microagulhamento conseguimos potencializar os resultados.

Existem algumas formas de fazer o microagulhamento, as mais conhecidas são com os rollers descartáveis e as canetas elétricas. A aplicação com roller é indica para locais com grandes extensões, como o tratamento de estrias no abdômen, por exemplo, é possível aplicar com a caneta, mas se torna mais trabalhoso e ao mesmo tempo tem que ter mais cautela na questão de uniformizar a aplicação. Já a caneta é ideal para a realização do microagulhamento capilar e facial, por que consegue um tratamento mais rápido e preciso.

O microagulhamento pode ser associado com vários tratamentos, mas é importante que respeitemos um prazo entre uma sessão e outra com explica a Natália M. Bannwart Buttendorf “geralmente a gente acaba fazendo o microagulhamento entre 21 dias. É de praxe ela ter um cuidado já nos primeiros dois dias, precisa evitar o uso de filtro solar, maquiagem porque a pele vai estar ainda bem estimulada. Mas depois de uma semana da aplicação pode-se fazer uma hidratação, um protocolo com ácido hialurônico tudo que estimule o colágeno pra hidratar essa pele”.

 

TÉCNICAS 2

NATALIA DE M. BANNWAT BUTTENDORF

TECNOLOGA EM COSMETOLOGIA E ESTÉTICA

 

 

 

 

 

 

 

WHATS