Fototerapia Led e Laser na Estética

Print

Desde a pré-história a luz é utilizada como forma de terapia. Na Grécia antiga o banho de sol era usado para tratar e curar doenças. Mais tarde, em 1877, Downes e Blunt consideraram os efeitos bactericidas da luz solar, dos raios ultra-violeta (UV), especialmente. Tal fato remete ao início da utilização da luz como forma de terapia: fototerapia.

O termo fototerapia foi usado pela primeira vez por Fritz Cremer (1958) no tratamento da icterícia com raios UV. Atualmente, o termo compreende todos os tipo de emissão luminosa para tratamento de afecções da pele e tecidos moles. Pode ser feita por meio de inúmeros dispositivos como lasers, lâmpadas, leds entre outros…

tumblr_static_tumblr_m84uh0f2wa1rngk46o1_r3_500

O mecanismo de ação da fototerapia necessita da absorção da luz por uma molécula fotoreceptora, denominada cromóforo. Os cromofóros são geralmente organelas celulares presentes na derme e epiderme; como a melaninacitocromo, profirinas, hemoglobina..; que ao absorver a luz tem seu metabolismo estimulado, induzindo assim reações químicas, dando origem a uma cascata de respostas celulares.

Print

  • A palavra Iaser é uma sigla oriunda da língua inglesa: L ight, A mplification, S timulation, E mission, R adiation. Em português: “Amplificação de luz por emissão estimulada da irradiação”.
  • A sigla LED vem do inglês “Luz emitida por diodo”. Os LED’s são diodos que, quando submetidos à corrente elétrica emitem fótons (luz).

A diferença entre os LED’s e o laser de baixa potência está na formação da luz. O diodo laser está contido dentro de uma cavidade óptica, e proporciona feixes de luz coerentes e colimados (pontual). Já nos LED’s não existe esta cavidade óptica, desprovendo a luz de coerência e colimação, mas produz uma banda de espectro eletromagnético próxima do laser. Ou seja, Laser e led tem resultados semelhantes!

Ambos atendem as maiores diversidades na área da estética: acne (todos os graus), alopecia, gordura localizada, drenagem, estria, celulite, pré/pós operatório, anti-glicação, olheiras, micropigmentação, hidratação, clareamento, rejuvenescimento…

Print

Com estudos científicos há mais de 50 anos, já sem comprovou que o Laser é um dos únicos recursos que estimula mitose de fibroblastos, estes estimulam angiogenese (formação de novos vasos sanguíneos), com o aumenta da circulação temos estimulação de células tronco, e a consequência disso tudo é uma pele mais firme com mais tonicidade.

Print

Atualmente o laser é um diferencial da profissional, porém num futuro próximo será uma necessidade, por isso a KLD lançou o Endophoton, aparelho de alta tecnologia, com preço acessível e combinando led e laser em um mesmo cluster para facilitar a aplicação.

Print

Vamos entender melhor o que este equipamento possui e atende:

Luz Azul (470 nm)

Alcança somente a epiderme, tendo função bactericida, viricida ou fungicida. A luz azul tem grande utilização no tratamento da acne.

Além disso, os radicais livres de oxigênio hidrolisam a água intracelular, produzindo grande quantidade de água, e consequentemente maior hidratação do tecido.

O led azul também é capaz de destruír ligações químicas da melanina, transformando suas ligações menos absorvedoras de luz, e consequentemente produzindo efeito de clareamento.

Luz Vermelha (630 nm)

Atua na derme como ativadora de fibroblastos e células de reorganização e firmeza da pele. Atua na síntese de fibroblastos, aumentando a deposição de colágeno e reduzindo a atividade da colagenase nas papilas dérmicas. Descreve-se que a ação deste comprimento de onda atua modulando a energia celular, a adenosina trifosfato (ATP), aumentando a produção de colágeno e elastina da derme.

Luz infravermelha (904 nm)

Age desde a derme profunda até a camada muscular, fazendo ativação dos fibroblastos, degranulação de mastócitos (ação antiinflamatória) e analgesia temporária. Também possui efeito antiedematoso. Consegue alterar a permeabilidade celular, tanto para água e oxigênio que o sangue carrea para as células, tanto para cosméticos, melhorando a absorção.

Essas luzes são combinadas em 3 aplicadores

  1. Cluster de Led Azul
  2. Cluster de Laser vermelho + LED vermelho e infravermelho
  3. Cluster de Laser infravermelho + LED vermelho e infravermelho

Print

Indicações dos principais tratamentos:

  • Fotorejuvenescimento
  • Linhas de expressão
  • Acne
  • Alopécia Areata e Androgenética
  • Dermatite seborréica
  • Pós-operatórios
  • Pós-lasers ablativos
  • Manchas
  • Cicatrização de feridas / Queimaduras

Associações Terapêuticas:

  • Peeling mecânico e físico
  • Radiofrequência
  • Limpeza de pele
  • Cosméticos
  • Drenagem linfática
  • Carboxiterapia
  • Lasers ablativos
  • Ultrassom facial e corporal
  • Microagulhamento
  • Fatores de crescimento tópico e injetável

Print

Cada dia mais a busca incansável pela beleza torna as clientes muito mais atentas e exigente aos procedimentos oferecidos. Com esta tecnologia avançada e uma profissional qualificada a aplica-lá, os resultados se potencializam e as clientes se tornam muito mais satisfeitas.  Entregue os melhores benefícios e soluções para sua cliente com algo diferente e único que é a FOTOTERAPIA e se surpreenda com os benefícios!

 

Quer saber o valor  especial para este equipamento?

Preencha abaixo e receba! 

 

 

 

TÉCNICAS-3

 

Por: Christina Borges Mezaroba

Tecnóloga em Cosmetologia e Estética 

Técnica – Goreti Shopping da Estética.

 

 

 

 

31 comentários sobre “Fototerapia Led e Laser na Estética

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.